segunda-feira, 24 de março de 2014

SINGELO DESAGRAVO AO DR. PAULO MARCONDES BRINCAS


Por Alexandre Brito de Araujo*

Nos últimos posts relacionei várias razões pelas quais não confiarei meu voto ao Dr. ALLEXSANDRE LÜCKMANN GERENT, que almeja agora a presidência da ACAT - Associação Catarinense de Advogados Trabalhistas.

Penso ainda que, antes de se envolver em qualquer candidatura, o Dr. GERENT deveria se dedicar ao exame da própria consciência.

Explico.

Faltando poucos meses para as eleições da OAB/SC de 2012, na qual postulou o cargo de conselheiro federal, ALLEXSANDRE publicou artigo no jornal Diário Catarinense,  acusando o então conselheiro federal PAULO  MARCONDES BRINCAS de ter votado pela manutenção da chamada "chapa fechada" nas eleições da OAB.

Contudo, a acusação não é, nunca foi verdadeira.

Provocado, o Dr. GERENT chegou a discutir o assunto no Facebook. Do debate extraiu-se a certeza de que o Dr. BRINCAS não votou naquele sentido, até porque, como restou provado documentalmente, o tema "chapão" nem mesmo foi objeto de votação no Conselho Federal...

Confrontado com os fatos, ALLEXSANDRE poderia até invocar equívoco involuntário para legitimar um pedido de desculpas. Mesmo assim, preferiu manter a falsa acusação e não refluiu.

Faltou-lhe grandeza.

O Dr. PAULO BRINCAS, que enfrentou o ataque imotivado com elegância e sabedoria, continua merecendo retratação pública de ALLEXSANDRE, o que chegou a ser sugerido pelo titular deste blog.

Para quem quiser confirmar o que aqui afirmo, recomendo a leitura dos didáticos posts de 2012 sobre o assunto:




Dedico este post ao Dr. PAULO MARCONDES BRINCAS, apresentando-o como um singelo desagravo. Como eleitor, redigindo-o tornei ainda mais forte minha convicção quanto ao voto que depositarei na urna da ACAT.

* Interino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.