terça-feira, 18 de março de 2014

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES


Por Alexandre Brito de Araujo*

Um dia após ter assumido interinamente este blog, quando publiquei meu primeiro post (QUEM RENEGA UMA INSTITUIÇÃO NÃO MERECE COMANDÁ-LA), recebi as belas flores da fotografia acima, acompanhadas de um gracioso cartão, com vários símbolos da paz estampados em sua parte frontal. Dentro dele estava escrito: "Inimigos não mandam flores".

Não mandavam.

Inimigo, segundo uma das definições do dicionário Houaiss, é "aquele que se empenha em destruir outro, ou causar-lhe danos, em desacreditá-lo, em afastá-lo da posição que ocupa".

A remetente das flores, embora já tenha agido em perfeita sintonia com a definição dada por Houaiss ao verbete, poderia ter procurado frase mais adequada - e adulta - para se desculpar por tudo que praticou.

De tudo que recebi, vi beleza apenas nas flores.

De qualquer forma, não pense, cara colega, que me considero seu inimigo. Para você guardo sentimentos muito mais edificantes.

* Interino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.