sábado, 20 de outubro de 2012

TRANSPARÊNCIA ZERO


Recentemente informei (veja aqui) que as demonstrações financeiras da OAB/SC não constavam no site da seccional. Visitei o site hoje e descobri que agora elas estão disponíveis. A falha foi corrigida, mas ainda falta muito para validar-se o discurso do presidente Paulo Borba de que as contas da seccional são transparentes

Gostaria de conhecer em detalhes, por exemplo, as denominadas “receitas diversas”, que em 2011 alcançaram a cifra de R$ 8.881.159,00. E também os “serviços de terceiros”, que custaram à seccional, apenas em 2011, a quantia de R$ 10.283.153,00. Quem são esses terceiros? Quais serviços prestaram? Quanto custou cada um dos serviços?

Se a saúde financeira da OAB/SC é tão boa como propalam seus dirigentes, por que a OAB/SC gastou, em apenas dois anos (2010/2011), a expressiva cifra  de R$ 4.684.921,00 a título de “obrigações financeiras”? Em 2011, os gastos com “obrigações financeiras” corresponderam a 15% de todas as receitas da seccional naquele ano. É muito.

Não se trata de desconfiança. Indago apenas porque tenho, assim como os demais colegas advogados, o DIREITO de saber como é gasto nosso dinheiro; porque nossos mandatários têm o DEVER de nos manter informados.

Seguem abaixo as demonstrações financeiras agora disponibilizadas no site da seccional. Tire - ou aumente - suas dúvidas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.